Destaque do Sub-17, Tatá se profissionaliza no Duque de Caxias

Atacante é uma das principais promessas da base do Duque de Caxias

Por: Sidney Araujo
02/05/2019 – 18:26
Foto: Arthur Barreto / DCFC / AMS

Rápido, driblador e goleador. Esse é o atacante Tatá, de 17 anos, que assinou o seu primeiro contrato profissional com o Duque de Caxias. Acostumado a chamar a atenção por sua qualidade nos jogos das categorias de base, ele é uma das principais apostas do Tricolor da Baixada. Já falando como um atleta, ele se apresenta ao torcedor e revela que gosta de partir para cima dos zagueiros.

– Estou na luta e procurando evoluir a cada dia mais e, por isso, sigo treinando firme. Estou voltando agora ao grupois, pois estava me recuperando de uma lesão. Gosto de jogar como ponta esquerda ou centralizado. O treinador gosta quando eu caio pelas pontas ou que jogue centralizado, mas pra mim tanto faz. Eu gosto de ir para dentro dos caras – afirmou ele.

Marcos Vinícius ganhou o apelido Tatá da mãe ainda pequeno, mas que acabou pegando e se tornando o seu nome no mundo do futebol, onde ele provavelmente irá carregar até o fim da carreira. Mas falando sobre o início dela, o atleta agradece o apoio que vem recebendo nessa fase inicial no futebol.

– Quero agradecer a todos que estão me dando apoio e os profissionais que me receberam muito bem, tanto os jogadores, como a comissão técnica. Joguei no sub-17, mas com a graça de Deus e a ajuda dos meus companheiros cheguei no sub-20 e me tornei um profissional. Só tenho a agradecer – disse ele.

Em 2018, o atacante foi um dos responsáveis pelo Duque de Caxias ter conquistado a Taça Sul Americana de Futebol de Base sub-17, realizado em Ourinhos (SP). Na final, o atacante fez dois gols e ajudou o Tricolor a se consagrar campeão. Sobre a sua trajetória, o jogador revela o carinho pelo Duque e fala que o torcedor pode esperar um jogador com sangue nos olhos.

– Esse é o time da minha cidade, que meus pais sempre iam assistir os jogos. Tenho um carinho especial. Estou muito orgulhoso de estar aqui no Duque de Caxias. Vou trabalhar forte para corresponder todo o apoio. A torcida pode esperar um jogador aguerrido e com sangue nos olhos para defender as cores do nosso Duque de Caxias – finalizou.

Antes de chegar ao Tricolor, Tatá começou no futebol como todo atleta: jogando bola com a garotada e sonhando em se tornar um jogador de futebol. Hoje, no Tricolor, ele realiza esse sonho com apenas 17 anos. Com contrato assinado e sonhando voos altos, o atacante vai ter tempo para fazer muitos gols e se consagrar com a camisa do Duque de Caxias.

PARCEIROS